A Relevância da Gestão Patrimonial

Consultoria e Sistemas de Controle Patrimonial
junho 8, 2009
Gestão de Seguros e o Controle Patrimonial
junho 18, 2009

A Relevância da Gestão Patrimonial

Entenda a Relevância da Gestão Patrimonial dentro dos empreendimentos de sucesso. A integração dos processos, os sistemas de auxílio, e o total controle do patrimônio efetivo.

Gestão Patrimonial Eficiente

Inicialmente, temos como relevância no aspecto financeiro das corporações, a necessidade de conciliação dos custos com o capital adquirido, garantindo um balanço patrimonial viável, e a possibilidade de investimentos para crescimento contínuo.

Em relevância da necessidade da gestão de finanças, e uma gestão contábil eficiente, é também extremamente vantajoso o foco na gestão patrimonial. Os passos primordiais para o início de um controle patrimonial, é a caracterização e levantamento dos bens e aplicações de seu empreendimento.

De maneira análoga, a gestão patrimonial envolve aspectos muito mais específicos do que uma mera estimativa do patrimônio envolvido. Assim, é necessária uma análise minuciosa dos ativos do empreendimento, caracterização e estimativa dos valores de mercado, assim como das aplicações e investimentos. Este trabalho permite um maior controle do patrimônio, caracterização do escopo dos investimentos, e a necessidade, ou não, de mudança no direcionamento do capital.

Gestão Patrimonial e Investimento Estratégico

É interessante destacar a relevância no controle orçamentário com a aplicação de sistemas de controle patrimonial. É possível identificar o caminho do fluxo de capital, o perfil dos custos agregados, possibilitando um re-arranjo interno, para otimização do capital. De forma subseqüente, este processo auxilia também nas verificações sucessivas após mudança estratégica garantindo eficiência na gestão patrimonial.

Uma característica de perfil de alguns investidores, são as aplicações direcionadas em bens de baixa liquidez, como o investimento em imóveis. É interessante ressalvar a necessidade de estudo e total controle patrimonial, com estratégicas delimitadas para assegurar adversidades do mercado e necessidade de disponibilidade de recursos e capital.

Gestão Patrimonial e Inventário Físico

É necessário destacar as diversas características relevantes no âmbito de uma Gestão do Patrimônio efetiva. De modo sucinto, características superficiais não delimitam o patrimônio real adquirido. Um empreendimento que tenha ativos mais antigos, e de menor valor, não é sinônimo de patrimônio reduzido comparado a outro empreendimento que possui bens menos depreciados e mais atuais. Este fato é devido que, para o cálculo do patrimônio, é necessário incluir também as dívidas acumuladas para que haja um correto balanço patrimonial.

Tal controle do patrimônio exemplificado é de característica básica, porém é fundamental para a gestão contábil eficiente. O planejamento financeiro estratégico deve incluir todo o balanço financeiro, inclusive as dívidas do empreendimento. Desta forma, é sempre interessante rever todo o fluxo de capital do patrimônio para uma gestão patrimonial eficiente além de um correto posicionamento estratégico no mercado.

Engenharia de Avaliações, Gestão Patrimonial e Teste de Recuperabilidade

Engenharia de Avaliações, Depreciação e Gestão Patrimonial

É altamente recomendada a revisão do inventário de patrimônio anualmente, pelo fato da menor magnitude de modificações caso seja identificado a necessidades de alteração. Seja esta devido a uma depreciação acelerada, ou redução ao valor recuperável de ativos, e confirmada perante o teste de impairment.

Em suma, a necessidade de ajustes em períodos de curto prazo podem ter uma magnitude maior para alcançar economias significantes, porém se a necessidade de adequação seja em longo prazo, tais modificações podem ser diluídas ao longo do tempo, minimizando o impacto, por exemplo, de cortes no custo para adequação a posicionamento estratégico, auxiliando a gestão patrimonial.

Gestão Patrimonial Estratégica

Sabe-se que metodicamente não há uma regra exata para elaboração do orçamento, também se aplica em uma planilha de gestão patrimonial. Porém, é possível seguir certos passos, com características fundamentais que auxiliam na excelência do processo. É interessante destacar que avaliações de patrimônio mais detalhadas, assim como as planilhas exigem um trabalho mais elaborado que consome maior tempo. É viável então, o estudo antecipado para destacar as necessidades para utilização destes processos, para que os mesmos sejam efetuados de forma otimizada, sem a necessidade de dados redundantes ou que não se apliquem ao escopo do trabalho. É possível agregar os vários aspectos em algumas áreas, para facilitar sua utilização.

Um grupo a ser destacado, é o dos ativos líquidos. Este grupo agrega os bens, como propriedades (ativo imobilizado), aplicações e afins. Uma característica peculiar deste grupo é a possibilidade de angariar capital de forma mais rápida com a venda dos mesmos.

Os ativos líquidos de baixa liquidez, são semelhantes aos ativos líquidos convencionais, porém possuem maior dificuldade na venda para conversão de capital para os re-investimentos. Podemos citar também os imóveis, aplicações, ações que não podem ser convertidas em capital em curto prazo, ou mesmo, que geram custos se sacados em curto prazo, como o caso de algumas aplicações e planos de previdência.

É também necessário separar as dívidas em outro grupo. De forma geral, estas são agrupadas conforme seu prazo de vencimento. Podemos selecionar também um subgrupo: as dívidas de vencimento imediato e as de quitação longa.

Tal posicionamento estratégico é de suma relevância no processo de implantação e execução de uma gestão patrimonial moderna e eficiente.

Gestão e Controle Patrimonial

Gestão do Patirmonio Moderno

Um ponto chave no processo de gestão do patrimônio, é a análise de metas. Tais metas, no caso, referenciadas no processo de gestão patrimonial, voltada para as adequações perante a gestão contábil, para garantir a harmonização dos processos internos e externos que influenciam no funcionamento da corporação.

Assim, é interessante ter uma idéia sensata do patrimônio, para delimitar os ajustes necessários para alcançar os objetivos almejados.

Consultoria em Gestão Patrimonial

Em suma, diante todos os parâmetros necessários para a gestão patrimonial efetiva, é sempre interessante efetuar os planos de metas para melhorias contínuas, munido sempre de uma avaliação patrimonial válida com a caracterização dos ativos com seus respectivos laudos de vida útil, para a identificação do fluxo de capital, e viabilização de modificações visando uma maior segurança para o desenvolvimento do empreendimento.

Para garantir todos os passos sejam efetuados com ótimos resultados, é interessante uma consultoria patrimonial moderna e eficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *