Reavaliação Patrimonial de Ativos Tangíveis

Pronunciamento Técnico CPC 28 e a Propriedade para Investimento
outubro 15, 2009
Por que Realizar o Controle Patrimonial ?
outubro 29, 2009

Reavaliação Patrimonial de Ativos Tangíveis

Entenda a relevância da reavaliação do patrimônio e as definições deste processo dentro das normas brasileiras de contabilidade.

No processo de reavaliação de ativos temos dentro da norma brasileira de contabilidade, a norma NBC T 19.6 que define alguns critérios básicos sobre esta questão.

Quais os significados e objetivos primordiais do processo de Reavaliação Patrimonial?

Reavaliação Patrimonial

De forma sucinta, baseado na norma citada acima, há a necessidade de abordagem de alguns critérios e procedimentos no registro contábil para divulgação da reavaliação patrimonial do ativo imobilizado.

A reavaliação do ativo, ligado ao valor do mesmo é denotado com a diferença de seu valor líquido de registro contábil perante o valor de mercado do mesmo, obviamente estas notificações de valores deverão ser atestadas mediante a laudo de avaliação técnico. Este que deve ser elaborado por um número mínimo de três peritos ou entidade especializada.

Basicamente, o objetivo da reavaliação de ativos é a necessidade de adoção de valor de mercado aos bens patrimonias, estes que mantinham, a princípio, no registro contábil o valor original de aquisição.

Quais são as definições utilizadas perante a norma NBC T 19.6 perante a Reavaliação Patrimonial ?

Primeiramente temos a definição utilizada para o custo, que é definido como o valor de aquisição de construção do ativo imobilizado registrado, ou mesmo o seu valor atribuído, ou valor de mercado.

Reavaliação Ativos

É interessante ressaltar também, a definição de valor de mercado, que é denotada pelo valor no qual a entidade deveria investir para repor o ativo, nas condições normais de negociação, sem favorecimentos para ambas as partes. Este cálculo é feito pelo valor à vista do ativo tangível, levando em conta as condições submetidas ao uso, analisando assim o estado do mesmo.

Como definição para o valor líquido contábil, temos caracterizado como o montante registrado na contabilidade, em determinada data especificada, este líquido da correspondente da exaustão, depreciação ou amortização acumuladas. Podendo também ser devida a provisão para ajuste a redução ao valor recuperável do ativo (ratificado pelo teste de recuperabilidade).

É identificado também como uma definição relevante a reavaliação patrimonial, dentro do âmbito de Gestão Patrimonial, direcionada esta ao valor recuperável de ativos, assim exemplificado como o valor de mercado de determinado bem, subtraído pelo custo para sua venda, ou mesmo, sendo determinado pelo valor almejado pelo empreendimento a ser recebido com o uso futuro deste ativo nas operações.

Quais são os motivos básicos, conhecidos também como hipóteses de reavaliação patrimonial?

Baseados na norma NBC T 19.6 relativa a reavaliação de ativos, esta se aplica:

  • Reavaliação Patrimonial nas fusões, cisões e incorporações.
  • Reavaliação de Ativos por coligadas e controladas.
  • Reavaliação Patrimonial Voluntária de ativos próprios.

Do ponto de vista administrativo, a reavaliação patrimonial tem um posicionamento estratégico diante o controle patrimonial do empreendimento. Pois garante maior confiabilidade aos dados, e otimização do balanço patrimonial para fins de contabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *